O amor é uma dor feliz

imageUma vez uma amiga minha, no auge do seu desespero marcado por uma desilusão amorosa me disse: preferia que essa dor fosse física. Porque aí eu tomava um remedinho e passava.

Imaginei como seria viver no mundo onde as pessoas tivessem o coração partido literalmente:
-Então, quantas consultas têm pra hoje? – pergunta o médico a sua enfermeira.
-Tem uma jovem de 13 anos com dor no peito, falta de ar e coração acelerado. O que o Sr. acha que pode ser?
-Amor. Não correspondido.
-Tem o Seu Juca dizendo que está com hematoma horrível no cotovelo e sentindo muita dor.
-Ainda? Faz seis anos que a mulher deixou ele.
-E a Vívian ligou dizendo que a cicatriz dela abriu. Não sei como.
-Deve ter voltado com ex.
-Sr, temos uma emergência. Chegou uma mulher agora aos prantos implorando por morfina.
-Qual o estado dela?
-Grave. Pegou o marido na cama com outra.
 —
De repente, sofrer por amor ficou bem mais legal. Ninguém sai imune de se apaixonar. Mas se alguém achar a cura algum dia, por favor, não me avise. Acho que ninguém nunca morreu ouvindo Raça Negra.
Advertisements

5 thoughts on “O amor é uma dor feliz

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s